Fechar

Escolha o seu idioma ou região

Close

This website content is also available in COUNTRY TO CHANGE.

Instalação de cortiça em Nova Iorque, na montra da Ligne Roset

Concebida pelo arquiteto Bernard Dubois, Ligne 102 é um conceito visual único e inesperado da cortiça. Notícias

Janelas para o futuro. É assim que Bernard Dubois descreve a Ligne 102, uma instalação modular de cortiça, produzida pela Amorim Cork Composites a partir de 30 blocos, desenhada pelo arquiteto para a montra da conceituada loja de interiores Ligne Roset, no Park Avenue, em Nova Iorque.

Instalação modular dinâmica

Dubois desenhou um conjunto de peças modulares com formas que retratam várias épocas da arquitetura, desde o “Palazzo Rucellai de Alberti” de 1451 à “Muralla Roja”, de 1972. A cortiça, composta por granulado natural e granulado de cortiça expandida, foi o material escolhido, reunindo todos os requisitos, tanto estruturais como visuais. O conjunto das peças resulta numa instalação dinâmica, que esteve nas montras das lojas da Ligne Roset durante a NY Design Week, destacando de forma inédita o lan

“Esta instalação é concebida como um sistema de elementos modulares e cada elemento lembra uma forma arquitetónica arquetípica. No entanto, o modo como eles se juntam é completamente incomum e não arquetípico. Podem encaixar-se de maneira pouco ortodoxa para criar mesas de café, cadeiras, bancos, paredes ou até partições perfuradas lembrando formas ancestrais de arquitetura.”

Bernard Dubois, arquiteto

  • Suavidade e naturalidade da cortiça

    Na cortiça, Dubois valoriza a suavidade e naturalidade do material para a criação de uma série de objetos modulares, usando sólidos e vazios para criar formas geométricas de arestas sólidas. O design dos módulos de cortiça baseia-se em elementos arquitetónicos históricos, como arcos, pilares, estruturas semelhantes a pontes, treliças, vigas e sistemas de apoio. Dubois inspirou-se na história da arquitetura - do Palazzo Rucellai de Alberti, o universo pictórico de Giorgio de Chirico; à La Fábrica de Ricardo Bofill, ou à Plaza de los Fueros de Eduardo Chillida e Luis Peña Ganchegui em Vitória.

    _bernard_dubois_ligne_roset.jpg
“A cortiça é uma matéria-prima muito interessante para a área do mobiliário. O facto de ser 100% reciclável, significa que partilha automaticamente dos valores da Ligne Roset. Estamos atentos a todas as etapas do ciclo de vida dos nossos produtos, do ponto de vista ambiental, e criar algo com cortiça coloca-nos, à Ligne Roset e aos nossos clientes, à vontade numa perspectiva de utilização de materiais responsáveis. A cortiça dá-nos também a possibilidade de criar imensos formatos, sempre com um interesse visual rico, inerente ao material. Outro aspeto que valorizamos muito é o seu peso. Para efeitos de transporte da fábrica em França para as nossas lojas e clientes, a extrema leveza da cortiça é logisticamente útil. É ainda um benefício para os nossos clientes que gostam de criatividade e flexibilidade no design de interiores - a cortiça e fácil de mover e reajustar numa sala ou em casa.”

Simone Vingerhoets-Ziesmann, Managing Director Americas, Roset USA Corporation

“Dubois sobrevoou as geometrias de séculos de design, comprimindo-as em formas elegantes produzidas num dos materiais mais antigos e mais sustentáveis do mundo: a cortiça.”

Felix Burrichter, editor criativo da PIN-UP Magazine e curador do projeto

Bernard DuBois

Adotando uma abordagem rigorosa e analítica, Bernard Dubois trabalha em diferentes tendências para criar coerência e combinar tendências opostas na história da arquitetura. Independentemente da natureza do projeto, a vocação da arquitetura de Bernard Dubois é ser informativa, contextual e fundamentalmente cultural.

A sua arquitetura reflete a sua personalidade: Formou-se em La Cambre em 2009, onde estudou química e fotografia durante três anos, diferente do legado da sua família de engenheiros e médicos. Trabalhou com um ex- associado do Office Metropolitan Architecture (OMA) num projeto que tencionava apresentar uma visão estratégica para o distrito Europeu de Bruxelas. Este trabalho foi um autêntico trampolim para a sua carreira, o que abriu caminho para se tornar representante da Bélgica na Bienal de Veneza 2014. A sua abordagem ao interior belga criou uma base para uma nova gramática arquitetónica.

 

Ligne Roset

A sede da empresa localiza-se em Briord, França, desde 1973, mas a empresa evoluiu consideravelmente desde a sua fundação. Jean Roset, Pierre e Michel tinham a crença de que o escritório corporativo deveria ser preservado, em homenagem à história da família Roset e a todos que partilharam da evolução da empresa.

Sinónimo de luxo moderno, a marca convida os consumidores a desfrutar de um estilo de vida contemporâneo orientado para o design. É conhecida pelas suas colaborações engenhosas com talentos estabelecidos e em ascensão do mundo do design contemporâneo.

Os produtos da Ligne Roset são desenvolvidos na fábrica de Briord, na França, onde o controlo de qualidade é garantido do início ao fim. A marca Ligne Roset é estampada em cada produto e representa um símbolo externo de perfeição.

PIN-UP

A PIN-UP é uma revista de design e arquitetura de prestígio, com sede em Nova Iorque. Foi fundada em 2006 por Felix Burrichter. A revista entrevista regularmente arquitetos conceituados, complementados por ensaios críticos e portefólios de fotografia sobre arquitetura, arte e design contemporâneos. Em 2011, o Art Directors Club premiou a PIN-UP com a Medalha de Ouro para Design Editorial. Em 2013, a PIN-UP publicou o seu primeiro livro, que compilou uma coleção de 68 entrevistas dos primeiros números da revista.

Além da sua publicação impressa semestral, a PIN-UP mantém uma presença online bem sucedida, em pinupmagazine.org, apresentando conteúdo original - na forma de artigos, entrevistas e vídeos. A PIN-UP também organiza palestras, jantares, seminários e projetos especiais, em colaboração com algumas das principais instituições do mundo (The Met, Palais de Tóquio, Museu de Artes e Design) e marcas de design, incluindo a Adidas, Herman Miller, Vitra, Yeezy e B & B Italia e, claro, a Ligne Roset.

www.pinupmagazine.org

 

Créditos fotográficos

VINCENT-DILIO-PHOTOGRAPHY

ISAAC ANTHONY FERIA FOR PIN-UP

Partilhar

Tem interesse em saber mais sobre este tema?

Submeta os seus dados e nós entraremos em contacto consigo.