Fechar

Escolha o seu idioma ou região

Close

This website content is also available in COUNTRY TO CHANGE.

Rolls-Royce

Avião 100% elétrico da Rolls-Royce utiliza cortiça da Amorim Cork Composites

Notícia

 

O «Spirit of Innovation» (Espírito de Inovação), o avião 100% elétrico mais rápido do mundo, utiliza aglomerados de cortiça no revestimento isolante da sua caixa de bateria. A matéria-prima foi fornecida pela Amorim Cork Composites, unidade de negócio da Corticeira Amorim que desenvolve produtos, soluções e aplicações para algumas das indústrias mais sofisticadas do mundo.

O «Spirit of Innovation» tornou-se, então, oficialmente o veículo 100% elétrico mais rápido do mundo em janeiro de 2022, ocasião em que as velocidades de 387,4 mph alcançadas durante os voos de teste em novembro de 2021 foram oficialmente verificadas pela Federação Aeronáutica Internacional – quebrando assim três diferentes recordes mundiais de velocidade. Isto resultado de uma parceria de longo prazo entre a Rolls-Royce, construtora automóvel inglesa, a YASA, fabricante inglesa de motores elétricos, e a Electroflight, especialista britânica em armazenamento de energia para aviação e cliente da Amorim Cork Composites neste projeto.

A Electroflight projetou todo o sistema de propulsão (powertrain) e o sistema de bateria integrado para o «Spirit of Innovation», usando três motores elétricos de fluxo axial, YASA 750 R, e mais de 6.000 células cilíndricas, Murata VTC6 18650 NCA. A empresa necessitava, então, de um material para a caixa da bateria que não fosse apenas estruturalmente robusto, mas também leve e extremamente resistente ao fogo.

 

Douglas Campbell, diretor técnico da Electroflight, explica: «A caixa da bateria foi uma peça de engenharia extremamente desafiadora, pois todo o sistema de propulsão (powertrain) está conectado à frente da aeronave. A caixa da bateria está, portanto, a fazer um trabalho extremamente importante, não apenas fornecendo contenção no caso de um incêndio na bateria, mas também mantendo a frente da aeronave conectada à estrutura da fuselagem. Além disso, tivemos que manter o peso no mínimo absoluto e garantir que o produto usado para a caixa da bateria fosse altamente resistente ao fogo.»

Nesse sentido, a Electroflight trabalhou em estreita colaboração com a Amorim Cork Composites para desenvolver um aglomerado de cortiça à prova de fogo para o interior da caixa da bateria. A invenção única, agora patenteada, teve o benefício adicional de ser feita de materiais naturais sustentáveis – um componente vital tendo em conta o objetivo geral do projeto governamental do Reino Unido denominado ACCEL: acelerar a descarbonização da aviação.

António Rios de Amorim, presidente e CEO da Corticeira Amorim, comenta: «No seguimento da COP26 realizada em novembro passado, a necessidade da eletrificação nunca foi tão evidente, estando a aviação no topo das prioridades. Tem sido uma honra trabalhar com empresas de classe mundial como a Electroflight e a Rolls-Royce para progredir ainda mais no caminho para a descarbonização da aviação. O facto de termos criado uma nova solução que agora pode ajudar outros nesse caminho é extremamente gratificante. Esperamos mais projetos nesta área que defendam o uso da cortiça, um dos mais sustentáveis produtos da Natureza.»

 

Douglas Campbell, conclui: «Este foi um projeto extremamente bem-sucedido e tivemos o prazer de fazer parceria com a Amorim Cork Composites para trazer inovações ao mercado. A Electroflight espera trabalhar novamente com a Amorim Cork Composites para desenvolver novas tecnologias que vão apoiar a eletrificação e a descarbonização da aviação.»

Partilhar