Materiais & Aplicações

Construção sustentável: o papel da cortiça

O setor da construção exige, cada vez mais, materiais alternativos ecológicos e renováveis, com menor impacto no meio ambiente. A cortiça é um dos recursos que tem vindo a ganhar destaque na área da construção sustentável e ecoeficiente.

A evolução demográfica e o desenvolvimento das cidades têm impulsionado o rápido crescimento dos espaços construídos, contribuído para a subida do número de recursos e energia consumidos, bem como para o aumento da emissão de gases poluentes com repercussões na atmosfera e ecossistemas. A construção é hoje responsável pelo consumo de cerca de 30% do total de recursos naturais utilizados.

Tendo em conta que, atualmente, segundo a ONU, cerca de 55% da população mundial vive em cidades e que, de acordo com dados da Comissão Europeia, as pessoas passam cerca de 85 a 90% das suas vidas em espaços construídos, entre a casa, o trabalho e os tempos livres, a procura de materiais e soluções mais sustentáveis assume um papel fundamental.

  • O que é a construção sustentável?

    Entende-se por construção sustentável todo o sistema construtivo que possibilite uma economia de recursos materiais e energéticos, respondendo satisfatoriamente às exigências técnicas, sociais e artísticas, e proporcionando a curto e longo prazo um equilíbrio energético do edifício.

     

    Um dos princípios fundamentais da construção sustentável passa pela redução do consumo de recursos, tanto pela via da reutilização, como através da seleção de materiais alternativos ecológicos e renováveis com menor impacto no planeta.

    DJI_0087.jpg

Do conceito de construção sustentável derivam sete princípios, que devem ser observados em todas as fases do ciclo de vida de um edifício:

Os montados são retentores naturais de C02, a maior causa do aquecimento global. Calcula-se que todos os anos as florestas de sobro retenham até 14 milhões de toneladas de CO2, uma ajuda preciosa para a redução dos gases com efeito de estufa, a principal origem das alterações climáticas. O carbono fixado pelos sobreiros é armazenado na cortiça e aí se mantém durante todo o tempo de vida útil do produto.

AMOR3505.jpg

Os montados são retentores naturais de C02, a maior causa do aquecimento global. Calcula-se que todos os anos as florestas de sobro retenham até 14 milhões de toneladas de CO2, uma ajuda preciosa para a redução dos gases com efeito de estufa, a principal origem das alterações climáticas. O carbono fixado pelos sobreiros é armazenado na cortiça e aí se mantém durante todo o tempo de vida útil do produto.

Cortiça: natural, versátil e sustentável.

A cortiça, sendo uma matéria-prima natural, reciclável, renovável e com um papel importante na redução dos gases com efeito de estufa, é um desses materiais. Nos últimos anos, tem vindo a ganhar destaque na área da construção sustentável e ecoeficiente, sobretudo devido às suas propriedades de isolamento térmico, acústico e vibrático. 

Além da capacidade de isolamento, a cortiça apresenta uma série de outras características que a tornam uma matéria-prima com um amplo campo de aplicações na construção e reabilitação de edifícios.

Trata-se de um material impermeável, leve, com elevada flexibilidade e compressibilidade, resistente à humidade, bem como à fricção e abrasão, cujo uso permite melhorar a qualidade dos edifícios, do ar interior e do conforto.

 

  • Aposta na inovação e desenvolvimento

    Consciente do potencial da cortiça, a Amorim Cork Composites tem investido fortemente em inovação e desenvolvimento e é frequentemente apresentada como um case study no âmbito da construção sustentável. 

     

    As soluções desenvolvidas pela Amorim Cork Composites são tão abrangentes que é possível incluí-las em praticamente todas as fases de construção e reabilitação de edifícios, desde a impermeabilização e antivibráticos para as infraestruturas, fundações e subpavimentos, passando ao isolamento acústico e térmico e terminando com opções de revestimento final de solos, paredes e tetos interiores, fachadas e coberturas, com visuais modernos e distintos.

    construction article.png

Qualidade reconhecida

Nas últimas décadas, a Amorim Cork Composites tem investido fortemente em inovação e é frequentemente apresentada como um case study no âmbito da construção sustentável.

Um investimento reconhecido pela conquista de diversos prémios, como o Selo de Sustentabilidade de Nível Ouro, atribuído em 2012 pela Plataforma para a Construção Sustentável; a inclusão do aglomerado de cortiça expandida no BuildingGreen Top-10 Product for 2013, o maior diretório norte-americano de produtos para a construção sustentável; ou a obtenção da classificação A+ para o subpavimento AcoustiCORK® numa avaliação da Environmental Product Declaration (EPD).

Quer saber mais sobre Isolamento Acústico & Controlo de Vibrações?

Partilhar

Interessado em saber mais?

Envie-nos os seus dados e entraremos em contacto consigo.